Grupo cria contador de homicídios na internet

Mostrar "o absurdo da matança" em Pernambuco - mais especificamente no Recife - e cobrar punição e saídas coletivas para uma violência que se tornou cotidiana. Foi com esse objetivo que quatro jornalistas passaram a desenhar corpos com tinta vermelha, e a palavra "basta". Fizeram isso em todos os locais onde alguém foi assassinado na capital no mês de outubro. Foram 80 marcas, ainda espalhadas pela cidade. O projeto foi batizado de Marcas da Violência. Outras intervenções de rua devem ocorrer até maio, prometem Eduardo Machado, João Valadares, Carlos Eduardo Santos e Rodrigo Carvalho, também criadores do blog PEbodycount, um contador de assassinatos que dá detalhes de cada crime cometido no Estado. Até sexta-feira, 201 pessoas haviam sido mortas neste ano em Pernambuco, de acordo com o PEbodycount."O Marcas da Violência levou o blog para o asfalto", afirma Santos. O projeto foi inspirado numa ação do ex-prefeito de Bogotá, Antaras Mockus, que durante sua administração mandou desenhar cruzes no chão das cenas de homicídios.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.