Grupo de 50 índios caingangues invade instalações do Incra em Passo Fundo

Cerca de 50 índios caingangues ocuparam ontem a sede da Fundação Nacional do Índio (Funai) na cidade de Passo Fundo. O grupo reivindica o reconhecimento de uma área de 800 hectares, localizada no município de Vicente Dutra, no noroeste do Rio Grande do Sul, como terra indígena. O processo de reconhecimento da área foi iniciado em 2002, mas ainda não chegou a um desfecho porque há disputas judiciais entre os agricultores que seriam desapropriados e a Funai. O administrador regional do órgão, Adir Reginato, passou a tarde reunido com líderes dos caingangues. Depois da conversa, Reginato anunciou que os índios aceitaram esperar que a Justiça se manifeste sobre um pedido de acesso dos técnicos do órgão à área. Essa autorização é indispensável para que o Incra possa proceder ao levantamento de informações necessárias ao encaminhamento do processo. O grupo indígena desocupou as instalações do órgão no início da noite.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.