Grupo de chineses faz protesto no velório do comerciante

Um grupo de 45 chineses do comitê representante da Associação de Chineses do Rio de Janeiro chegou ao velório do comerciante Chan Kim Chang. Eles protestam contra sua morte com faixas pretas na cabeça e fitas tapando a boca e um dos olhos, e carregam cartazes. Eles pedem que a morte de Chang não seja em vão. "A justiça não faz nada porque não quer. Falar não adianta, por isso tampamos o olho e fechamos a boca", disse Tjang Chao Chai, integrante do comitê. "Sentimos muito essa morte de um patrício, como todos os seres humanos estão sentindo a morte dele. A humanidade quer que justiça seja feita", comentou a representante do comitê, Scyla Sun. O grupo chegou ao cemitério Jardim da Saudade num ônibus alugado em que foram colocadas duas faixas pretas, uma em chinês e outra em português. Elas pediam justiça e paz.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.