Grupo de índios vai ajudar no resgate no local do acidente

O administrador regional substituto da região indígena de Colíder, no Mato Grosso, Luiz Carlos da Silva Sampaio, disse que cerca de dez índios estão se organizando para iniciar uma busca no local da queda do boeing 737-800 da Gol, ocorrida na sexta-feira, 29. Sampaio explicou que as buscas só vão ter início na manhã deste domingo, 1º de outubro, isso porque, a Fundação Nacional do índio (Funai) está providenciando alimentos e combustível para o grupo. Os índios vão de barco até o local do acidente, que fica abaixo do Rio Xingu.De acordo com informações da Agência Brasil, Sampaio não confirma o resgate de sobreviventes por índios dessa aldeia até o momento. O avião da Companhia Gol Linhas Aéreas caiu dentro do território indígena Capoto Jarina, acima do Parque do Xingu e abaixo da Terra Kayapó, no norte de Mato Grosso. A região fica cerca de 200 quilômetros a oeste do município de Peixoto Azevedo e da rodovia BR-163. O vôo partiu de Manaus e ia para o Rio de Janeiro levando 155 passageiros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.