Grupo faz ´beijaço´ em protesto contra preconceito

Um grupo de cerca de 50 pessoas realizou um beijaço gay neste domingo à noite, na Chopperia Opção, que fica atrás no Masp. O ato ocorreu em protesto contra a atitude da gerência do estabelecimento, que pediu para o grupo se retirar depois de duas meninas se beijarem, na última segunda-feira.Segundo o professor Marcelo Berassolo, de 26 anos, que fazia parte do grupo de amigos, outros casais também se beijavam, "mas eles não eram do mesmo sexo". "Essa é a diferença", disse. Berassolo e os amigos registraram um boletim de ocorrência por danos morais e resolveram fazer a manifestação. "Acho que, se ficarmos quietos, a discriminação vai existir sempre."Os clientes que estavam no bar neste domingo concordaram com o protesto. "Acho superjusto. Um absurdo ter preconceito hoje em dia", disse a secretária Barbara Monteiro, de 30 anos. O marido, Rogério Ortiz, de 32 anos, concordou. "Fiquei até pensando em incentivar a luta deles."O maître Dirceu Nogueira Ribeiro, de 28 anos, que estava presente na segunda-feira, disse que não mandou o grupo embora. "Só pedi para elas não sentarem no colo, pois aqui há pessoas de todas as idades. E um grupo de outra mesa não gostou da atitude."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.