Grupo invade casa e mata cinco pessoas da mesma família

Cinco pessoas da mesma família foram retiradas de casa e assassinadas com tiros na cabeça, na madrugada desta segunda-feira, no Jardim Protásio Alves, na zona leste de Porto Alegre. A polícia encontrou os corpos amordaçados, com mãos e pés amarrados e sinais de tortura, num matagal do bairro. As investigações iniciais indicam que o crime pode estar ligado a acerto de contas do tráfico de drogas. Um rapaz de 26 anos sobreviveu à chacina. Ele teve a identidade preservada e será incluído no programa estadual de proteção a testemunhas. O jovem disse que os mortos são sua avó, seu padrasto, dois irmãos e uma mulher que vivia com a família. Até o início da noite os nomes das vítimas não haviam sido divulgados. A polícia procura 15 suspeitos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.