Grupo invade delegacia de Campinas e mata policiais

A prisão do líder de quadrilha ?Andinho? não diminuiu a violência na região de Campinas. No início da madrugada deste sábado, um grupo que chegou em quatro veículos jogou um bomba na sede do 3º DP de Nova Veneza, no município e Sumaré.Em seguida, homens desceram disparando metralhadoras, fuzis e pistolas. Invadiram a delegacia e atingiram três policiais. Dois morreram, e um está internado em estado grave no hospital estadual daquele município.Apesar de haver policiais de plantão durante 24 horas, o 3º DP, localizado no Km 113 da Via Anhanguera, não tem presos em sua carceragem. Por isso, o atentado não visava libertar algum delinqüente, mas, representa, possivelmente um ato de vingança.Como havia quadrilheiros da região entre os 12 criminosos do PCC executados pela Rota em Sorocaba, suspeita-se que este seja um ato de retaliação daquela facção.O grupo, que ocupava um auto Vectra, uma Mitsubishi, um Corsa e uma picape S 10, parou em frente àquela delegacia volta de 0h15. Assim que ocorreu a explosão, os invasores passaram a disparar contra os três policiais civis que estavam de plantão.Atingido na cabeça, José Luis Machado morreu no local. Seu colega Carlos Alberto de Oliveira chegou a ser socorrido ao Hospital da Unicamp, onde também acabou falecendo. E José Paulo Leite Filho foi levado ao Hospital Estadual de Sumaré, onde se encontra internado em estado grave.O prédio da delegacia está parcialmente destruído em conseqüência da explosão e há marcas de rajadas e disparos nas paredes e móveis. Os policiais podem ter reagido e atirado nos invasores, porém, até o momento, nenhum baleado deu entrada em hospital da região.Um número grande de policiais civis e militares está empenhado nas diligências para localizar e identificar os criminosos. Também não foi localizado, ainda, nenhum dos veículos que já podem ter sido abandonados pelos atiradores.

Agencia Estado,

16 de março de 2002 | 08h57

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.