Vidal Cavalcante/AE
Vidal Cavalcante/AE

Grupo invade festa e mata 6 no CE; Polícia aponta rixa de facções

Encapuzados invadiram mansão no Porto das Dunas e dispararam em convidados; entre os mortos, polícia identificou líder de quadrilha de tráfico

Carmen Pompeu, Especial para O Estado

04 de junho de 2017 | 16h58

FORTALEZA - Seis pessoas foram executadas, após um grupo encapuzado invadir uma festa e disparar contra os convidados em uma mansão no Porto das Dunas, em Aquiraz, na Região Metropolitana de Fortaleza, na noite deste sábado, 3. Entre as vítimas da chacina está Davi Saraiva Benigno, de 23 anos, suspeito de liderar uma quadrilha de tráfico de drogas sintéticas. A polícia cearense trabalha com a hipótese de acerto de contas entre facções criminosas. O caso é investigado pela Divisão de Homicídios da Polícia Civil. 

Investigações iniciais indicam que a casa, localizada na Rua Búzios, havia sido alugada por três dias para a comemorar a libertação de um integrante da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC). Por volta das 22 horas, cerca de dez homens, divididos em dois veículos, invadiram o local e dispararam contra cerca de 20 pessoas no interior da casa. A suspeita é que os atiradores integrem a facção rival Guardiões do Estado (GDE). 

Os seis mortos, todos homens, estavam no jardim da mansão. Além de Benigno, foram executados Nilo Barbosa de Souza Neto, Mateus Matos Costa Monteiro, Fernando dos Anjos Rodrigues Júnior, Klisman Menezes Cavalcante e Edmilson Magalhães Neto, o Bola.

Algumas pessoas conseguiram escapar dos tiros rastejando pelo gramado, pulando o muro e se embrenhando em um matagal. A polícia deteve no local Wesley Barros Morais, que tinha um mandado de prisão em aberto por assalto e participava da festa.

Segundo informou a Polícia Civil, várias testemunhas foram ouvidas. Os seis corpos foram encaminhados para a sede da Perícia Forense do Ceará (Pefoce). 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.