Grupo leva 4 caixas eletrônicos de agência

Bandidos ainda atearam fogo no local antes de fugir

José Dacauaziliquá e Daniela do Canto, O Estadao de S.Paulo

20 Fevereiro 2009 | 00h00

A cortina de fumaça que apareceu por volta de 5h30 de ontem na agência do Banco Itaú na Avenida Deputado Emílio Carlos, na Vila Santa Maria, zona norte de São Paulo, escondia o furto de quatro caixas eletrônicos. Ninguém foi preso e o banco não informou à polícia o valor levado pelos criminosos.Os bandidos fugiram quando o alarme da agência disparou. Antes da fuga, eles atearam fogo no setor de caixas eletrônicos. Policiais militares da 2ª Companhia do 18º Batalhão foram até a agência e avisaram os bombeiros, que apagaram o princípio de incêndio. Um representante do banco informou que a agência dispõe de circuito interno e que no período noturno não havia vigia. Policiais do 40º Distrito Policial (Vila Santa Maria) passaram o dia de ontem investigando o caso. Uma das pistas - documentos encontrados dentro do banco - levava ao filho de um investigador do 9º DP (Carandiru). O rapaz, que tem passagem na polícia por porte ilegal de arma, compareceu à delegacia, acompanhado de uma advogada, e explicou que foi no início da noite fazer um saque para o irmão, que é correntista. Depois, ele saiu e foi trabalhar. Só sentiu a falta dos documentos à noite. O suspeito disse que poderia levar um extrato do banco para comprovar que é inocente e provas de que estava trabalhando. Mesmo assim, ele foi fotografado para que os policiais façam uma comparação com as imagens que serão enviadas pelo banco.Segundo o delegado titular, Jorge Elias Francisco, os criminosos abandonaram um Gol nas proximidades do banco. No veículo, havia um maçarico e ferramentas e documentos pessoais de uma mulher. O carro não tinha queixa de furto ou roubo. Os policiais localizaram a pessoa que constava como proprietária do veículo, que informou que vendeu o carro e que o novo proprietário não havia feito a transferência da documentação.Os investigadores foram até a Favela Alba, no Jabaquara, zona sul, para tentar localizar o novo proprietário, mas não conseguiram.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.