Pedro da Rocha/AE
Pedro da Rocha/AE

Grupo que explodiu pelo menos dez caixas eletrônicos em 2 meses é preso

Um dos criminosos participou do roubo de um quadro de Pablo Picasso na capital, em 2008

Ricardo Valota e Pedro da Rocha, estadão.com.br

02 Setembro 2011 | 07h02

SÃO PAULO - Quando seguiam com a intenção de praticar mais um furto a caixa eletrônico, desta vez em São Sebastião, no litoral de São Paulo, sete homens foram presos por policiais do Garra (Grupo Armado de Repressão a Assaltos), de Guarulhos, por volta das 23 horas de quinta-feira, 1. Segundo a polícia, a quadrilha, que seria especializada neste tipo de roubo, praticou pelo menos 10 assaltos a caixas em 60 dias, tendo roubado aproximadamente R$ 100 mil em cada ação.

 

Na manhã desta sexta-feira, 2, mais quatro integrantes do bando foram presos na capital e Grande São Paulo, entre eles uma doméstica e um rapaz que guardava objetos relacionados a arrombamento e explosão de caixas eletrônicos, como máscaras, botijões de gás e um par de óculos de segurança, além de cédulas manchadas de tinta e três artefatos explosivos.

 

"As investigações, que começaram há cerca de 90 dias, mostraram que eles efetuaram roubos em diversas cidades, tais como a capital paulista, Guarulhos, Suzano, São Sebastião e até Belém, no Pará", contou o delegado titular do Garra, Paulo Pereira de Paula. Segundo ele, quatro suspeitos continuam foragidos. O delegado disse que provavelmente policiais militares estariam envolvidos com o grupo, facilitando as ações criminosas.

 

A polícia apreendeu com os criminosos dois gorros ninjas, celulares, duas bananas de explosivos e munições calibre 9 mm e 7.6.2, esta de uso exclusivo das forças armadas, além de R$ 350. "Em alguns dos roubos os bandidos usaram fuzis e metralhadoras", disse Paula. Um dos presos, Edimilson Silva do Nascimento, de 32 anos, já havia sido preso pelo roubo de quadros, inclusive do pintor espanhol Pablo Picasso, na Estação Pinacoteca, em São Paulo, ocorrido em 2008.

 

Ação. Os policiais do Garra seguiram três carros - um Ford Focus preto, um Toyota Corolla e um Fiat Pálio - ocupados pelos detidos, quando estes se dirigiam para supostamente efetuar mais um roubo a caixas, dessa vez em São Sebastião. Os agentes contactaram policiais civis da cidade, que esperaram em um posto da Polícia Militar (PM), na Rodovia dos Tamoios. Antes dos suspeitos passarem pelo local, um bloqueio policial se formou e os sete foram cercados. Eles não estavam armados e não resistiram à prisão.

 

Além de Nascimento foram presos João Batista Lopes, de 31 anos, Mario da Silva Dantas, de 28, Davi Ladislau Souza e Sérgio Luiz da Silva, de 29. Dois detidos estavam com documentos falsos e ainda não foram identificados.

 

Ataques. De janeiro até agora, a reportagem do estadão.com.br apurou 104 casos de ataques a caixas eletrônicos no período noturno na Região Metropolitana de São Paulo. Foram 50 ações na capital e 54 na Grande São Paulo. Em 72 dos 103 casos, os bandidos utilizaram explosivos.

 

Texto atualizado às 16h35.

Mais conteúdo sobre:
prisão quadrilha assalto caixas eletrônicos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.