Grupo também é investigado por duplo homicídio

Além das quatro decapitações, o grupo de extermínio "Highlanders" também é investigado por um duplo homicídio ocorrido em 15 de janeiro de 2008 na zona sul. Diego dos Santos, de 18 anos, e o amigo Júnior, de 15, foram abordados, segundo testemunhas, por uma viatura da Rota (Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar), placa CMW6439/SP. Ambos foram acusados pelo suposto roubo de um Palio de uma empresa.O corpo de Diego foi encontrado em 19 de janeiro de 2008, boiando na Represa Guarapiranga e o de Júnior, em 25 de janeiro, em Itapecerica da Serra. Policiais militares do 37º Batalhão acusados de integrar o grupo de extermínio são suspeitos de participação nesse duplo homicídio. Além de serem investigados por uma chacina de cinco mortos, também no ano passado, no Morro do Índio, zona sul.A Polícia Militar alega que no dia do desaparecimento de Diego e Júnior, a viatura da Rota de placas CMW6439/SP não deixou o pátio da unidade. PMs alegaram que a viatura do 37º Batalhão apontada como a usada na abordagem de Alves, o portador de deficiência mental, também estava estacionada no quartel na hora dos fatos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.