Guaíra faz eleição "relâmpago" para prefeito

Três candidatos começam, nesta quinta-feira, uma campanha eleitoral "relâmpago" para prefeito de Guaíra, na região de Ribeirão Preto, 314 quilômetros ao norte de São Paulo, para um mandato de pouco mais de 22 meses.O pleito ocorrerá em 16 de fevereiro, pois o prefeito eleito em 2000, José Pugliesi (PFL), que foi diplomado, mas não tomou posse, faleceu em janeiro de 2001, e o seu vice, Orlando Garcia Junqueira (PSDB), morreu em 8 de novembro de 2002.Ambos foram vítimas de câncer pulmonar. O atual prefeito interino é um dos candidatos.José Carlos Augusto (PFL), que era o presidente da Câmara em 2001, assumiu o cargo de prefeito até a eleição, marcada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) em 5 de dezembro. Este é o primeiro caso de nova eleição por vacância dos cargos, mas o terceiro pleito fora de época: nos outros dois casos (Guaiçara e Araçoiaba da Serra)houve eleições em função de acusações de irregularidades.O prazo para as convenções partidárias em Guaíra encerrou-se nesta terça-feira e três chapas foramformadas. Augusto, o último a registrar sua candidatura, encabeça uma das chapas, tendo comovice a viúva de Junqueira, Badia Jabour Junqueira (PSDB).Seu principal adversário deverá ser o ex-prefeito, entre 1997 e 2000, Cláudio Armani (PDT), com Elydio Antonelli (PDT) como vice.Armani concorreu à reeleição em 2000, mas perdeu para Pugliesi. O terceiro candidato é Sérgio de Mello (PT), que tem Denir Ferreira dos Santos (PSC) como vice. Mello e Santos uniram-se agora, mas em 2000 ambos disputaram a prefeitura.Segundo a chefe do cartório eleitoral do município, Nilce Domingues, Guaíra tem25.310 eleitores aptos a votar nas 43 seções, com urnas eletrônicas. O voto é obrigatório. Os eleitores que residem fora da cidade devem fazer a justificativa entre 17 de fevereiro e 10 de março nos cartórios de Guaíra ou de onde moram.Após esse prazo, pode-se regularizar a situação, mas pagando multa de R$ 3,00. Como o pleitoserá apenas em Guaíra, os demais cartórios estarão fechados no domingo. As campanhas de rua começam nesta quinta-feira e encerram-se na véspera da eleição, em 15 de fevereiro.As propagandas gratuitas, transmitidas pelas três emissoras de rádio do município, começam no dia 29 e serão encerradas em 13 de fevereiro. Não háprevisão de debates pelo rádio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.