Guarda indica local proibido

Motoristas que chegaram à Quinta da Boa Vista para comemorar o feriado do Dia do Trabalho foram orientados por um guarda municipal a estacionar em local proibido. O agente informava que a prefeitura tinha liberado o espaço gratuitamente. Isso até as 11 horas, quando chegou um flanelinha e passou a vender os tíquetes. O homem, que não quis dar entrevista, chegou com colete da prefeitura, reclamou com o guarda municipal e passou a abordar os motoristas. Ele não tinha crachá de identificação. A prefeitura informou que não liberou a área para estacionamento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.