Guarda municipal e 3 comparsas presos por tráfico

No início da tarde de ontem, policiais militares da 2ª Companhia do 28º Batalhão detiveram, em flagrante, o guarda municipal, Eduardo Alves de Almeida Cardoso, de 35 anos, acusado de tráfico de drogas, formação de quadrilha e porte ilegal de arma. Na casa dele, localizada na Rua São João Marcos, região de Itaquera, zona leste da capital paulista, os policiais encontraram um quilo de cocaína, vários papelotes da mesma droga, anfetamina, éter, dois revólveres calibre 38 e uma balança de precisão. Os policiais só chegaram até a casa de Eduardo, pois, meia-hora antes, na Avenida Jacu-Pêssego, na mesma região, desconfiaram de Marco Aurélio Conegundes, 22, e Emerson Albino da Silva, 20. A dupla estava no interior de um Omega, placas BLU 3206/SP, pertencente ao guarda. Os dois suspeitos não obedeceram à ordem de parada da polícia, fugiram, atiraram contra os policiais e acabaram detidos dentro da casa de Eduardo. Um quarto integrante da quadrilha, Vicente de Paula Darienzo Filho, 21, foi preso também dentro da casa do guarda. Os três colegas de Cardoso trabalhavam como perueiros nas horas vagas. Os três foram indiciados pelos mesmos crimes que o guarda municipal, que atuava no Canil da corporação, dentro da sede do Ipiranga, zona sul da capital paulista. A quadrilha foi levada ao 103º Distrito Policial, de José Bonifácio, e indiciada pelo delegado Eduardo Puigues Queroz.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.