Guarujá intensifica combate à dengue

A prefeitura do Guarujá está desenvolvendo ação emergencial para conter os casos de dengue, intensificando todo o programa de combate ao mosquito Aedes aegypit. Até hoje, havia 282 casos positivos e 1.504 amostras aguardando o resultado por parte do Instituto Adolfo Lutz. Por conta do atraso na liberação dos exames, a vigilância sanitária do município trabalha com o número de notificações, que atingiram 2.021.A prefeitura havia recebido 517 resultados, sendo de 54,5% dos casos foram positivos. "É uma relação maior que a dos anos anteriores, em que o percentual de exames resultados positivos foi bem maior", disse a diretora de Vigilância em Saúde, Sandra Furquim. Isso se deve ao fato de que as pessoas com suspeita de dengue passam por outros exames antes do encaminhamento da amostra para a sorologia, descartando nessa etapa muitos casos.Ao contrário de Santos, onde a estimativa é de que o pico está ocorrendo e vai até o final da primeira quinzena de maio, Sandra Furquim acredita que no Guarujá o pior período foi o do verão, principalmente março. "Tivemos dias muito quentes e chuvas durante as noites, que não refrescaram a temperatura e possibilitaram a procriação do aedes aegypit", disse ela.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.