Guarulhos não recebe motos

O município de Guarulhos também previa adotar em janeiro deste ano o uso de motocicletas para prestar assistência pré-hospitalar com mais rapidez. Em dezembro de 2007, quando foram entregues cinco ambulâncias para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), o prefeito Elói Pietá (PT) e o secretário de Saúde, Paulo Capucci, anunciaram o novo serviço, afirmando que as motos seriam equipadas com desfibriladores e equipamentos de primeiros socorros. O objetivo do projeto era utilizar as motos para escapar dos congestionamentos. Dessa forma, elas chegariam primeiro aos locais dos acidentes para prestar atendimento e repassar informações sobre as vítimas para as equipes das ambulâncias que viriam a seguir. Os técnicos também seriam instruídos para organizar o tráfego a fim de evitar a ocorrência de outros incidentes. A assessoria da Secretaria de Saúde de Guarulhos, no entanto, afirma que as motos não foram repassadas pelo Ministério da Saúde conforme estava acertado. O governo federal também não enviou profissionais para auxiliar no treinamento dos técnicos em enfermagem que irão dirigir as motos. A Secretaria ainda não sabe quando os novos equipamentos vão chegar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.