Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Guerra do tráfico no Rio suspende aulas em duas favelas

Cerca de cinco mil alunos de escolas públicas municipais ficaram sem aulas nesta segunda-feira por causa da guerra entre traficantes das Favelas do Sapo e do Rebu, em Senador Camará, na zona oeste da cidade. De acordo com a Secretaria Municipal de Educação, nove escolas suspenderam as aulas por causa do confronto entre bandidos dessas duas favelas. Por volta das 7h30 novo tiroteio causou pânico entre os moradores. A subprefeitura de Bangu, instalada na Fazenda Viegas, ao lado da favela do Sapo, funcionou precariamente na manhã desta segunda-feira, segundo informações da Agência Brasil.O confronto entre traficantes do Sapo e do Rebu começou na noite de sexta-feira. O comércio fechou as portas e o trânsito foi interrompido na avenida Santa Cruz, principal via de acesso de Bangu para Campo Grande. Três pessoas morreram, sendo que uma das vítimas, uma mulher, foi atingida por uma bala perdida. Quando a situação parecia ter se acalmado, bandidos ocuparam dois ônibus e tentaram invadir a favela do 48, em Bangu. Houve reação, inclusive com o estouro de granadas. A resistência durou toda a madrugada e se estendeu pelo domingo. Também no domingo, dezenas de moradores fizeram um protesto na avenida Santa Cruz pedindo o fim da violência. Policiais do 14º Batalhão fizeram incursões nas favelas, mas nenhum traficante foi preso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.