Guerra vê ''convergência'' com programa do PV

Em busca do apoio do partido, que conquistou 20% dos votos no 1º turno, PSDB envia carta de intenções a dirigente verde

Roberto Almeida, O Estado de S.Paulo

16 Outubro 2010 | 00h00

De olho no apoio do PV para o segundo turno, o presidente do PSDB, senador Sérgio Guerra (PE), enviou uma carta de intenções ao presidente dos verdes, José Luiz de França Penna, afirmando que há "grande convergência" entre os projetos de governo das siglas. A definição do PV está marcada para amanhã.

"As sugestões do PV mostram não apenas identidade com nossas diretrizes programáticas, mas, também, apresentam coerência com nossa prática política conforme demonstrado especialmente em São Paulo", diz Guerra, em texto, citando a lei paulista de mudanças climáticas.

Segundo Guerra, é possível elaborar "rapidamente" um programa comum de governo PSDB-PV a partir da definição dos verdes na plenária. Para isso, o presidente dos tucanos escalou o coordenador do programa de governo de Serra e ex-secretário estadual do Meio Ambiente, Xico Graziano, além do senador eleito Aloysio Nunes (PSDB), para "aprofundar os entendimentos prévios" consolidados ontem entre os dois partidos.

Na carta, o tucano cita seis pontos que serão analisados por Graziano e Aloysio. Os três primeiros citam o voto distrital e a redução do custo de campanhas, a valorização das polícias e a renovação da matriz energética.

Dois tópicos versam sobre revisão da carga tributária, tanto para produtos sustentáveis como para investimentos estratégicos. Guerra reservou um sobre o veto à anistia aos desmatadores, definição das áreas de preservação ambiental e sobre a manutenção de propriedades rurais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.