Guia florestal preso acusado de abusar de crianças

O guia Francisco Liro de Paula Neto, de 41 anos, responsável pela coordenação do grupo União dos Guias Florestais, montado no ano passado pela prefeitura para o desenvolvimento de atividades ambientais e de incentivo à reciclagem do lixo, foi preso no final da tarde de ontem. Ele é acusado de abusar sexualmente das crianças que tinha sob seu comando e, segundo o delegado Eron Veríssimo Gimenez, já admitiu ter se relacionado com quatro dos 57 menores do grupo, composto por crianças de 8 a 11 anos de idade.O crime foi descoberto a partir de denúncias dos pais de um do menor que Francisco teria induzido a passar a noite com ele. As vítimas foram ouvidas na delegacia juntamente com seus pais. Para cada um dos quatro casos já confirmados foi aberto um inquérito. O delegado disse que vai continuar ouvindo as crianças do grupo para concluir sobre a extensão dos crimes praticados pelo guia.A prisão temporária do indiciado foi pedida à Justiça para que ele não atrapalhesse o andamento das apurações.O guia trabalhou na prefeitura de março a dezembro do ano passado e atuava como coordenador do projeto de reciclagem de lixo e na formação de grupos de crianças e adolescentes voltados para a preservação ambiental. Além de atuar diretamente com as crianças dos grupos ambientais, ainda dava palestras nas escolas da cidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.