Guichê da Gol em Manaus teve movimentação intensa neste sábado

O vôo 1907 da Gol decolou lotado às 14h30 deste sábado,30, horário Manaus, com destino a Brasília, do Aeroporto Eduardo Gomes. Amigos do médico Dennis Callandrini, que tinha esposa e filho no vôo que caiu no Mato Grosso, tentaram conseguir uma vaga para que ele viajasse a Campina Grande, Paraíba, para ficar junto à família; mas a Gol informou que o vôo estava completamente lotado. O médico deve viajar na madrugada desse domingo, pela empresa aérea TAM. A movimentação foi intensa durante toda a manhã no guichê da empresa no Aeroporto Eduardo Gomes, porém, poucos eram familiares de pessoas que estavam no avião - que foram reunidas no Hotel Taj Mahal, no centro de Manaus.O representante comercial da Yamaha, Anicese Nascimento, 37, estava retornando a São Paulo após ficar em Manaus durante quatro dias, em uma convenção da multinacional, que têm uma unidade no Pólo Industrial de Manaus. "Um de nossos colegas, que também estava na convenção, estava no vôo de ontem, voltando para Brasília. É lamentável, mas é uma fatalidade. Ainda considero a aviação um meio muito seguro de viajar".O instalados de acessórios de veículos, Daniel Renam Soares da Silva, 21, disse que não se sentia afetado pelo episódio, portanto, sequer pensou em remarcar a passagem com destino a São Paulo, onde vai fazer um curso. "É triste, mas é o tipo de coisa que pode acontecer. Quando, só Deus é que sabe".Amigos do médico Dennis Calandrini, 32, tentaram conseguir uma vaga no vôo 1907 desse sábado. "Fomos informados pela gerência da Gol no aeroporto que seria impossível conseguir ao menos uma vaga, porque o vôo estava lotado. Isso é no mínimo absurdo", disse Jorge Pires, 57, amigo pessoal e colega de trabalho do médico. A esposa de Dennis, a médica Fabiane Calabrini, de 28 anos, e o filho dele, João Ariano, de 1 ano e seis meses, estavam no vôo. Eles viajavam acompanhados da babá de João, cujo nome não souberam informar. Fabianne viajava com destino ao Rio de Janeiro, de onde seguiria para Campinha Grande, Paraíba. Ela iria participar do casamento do irmão, que acontece na quarta-feira.De acordo com Jorge Pires, o médico está dopado e a família já o aguarda em Campina Grande. "Eles não querem que o Dennis fique sozinho,porque tem medo que ele cometa alguma bobagem após essa tragédia". Na impossibilidade de viajar pela Gol, o médico Dennis Calabrini, mais um acompanhante, possivelmente Jorge Pires, vão viajar pela TAM, na madrugada desse domingo. O Boeing 737-800 da Gol, vôo 1907 de ontem, caiu ontem no Mato Grosso, a 200 km de Peixoto Azevedo. Destroços do avião foram localizados por volta das 9h deste sábado por militares em uma fazenda no alto Xingu, entre Pará e Mato Grosso, mas ainda não informações sobre sobreviventes. O avião transportava 149 passageiros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.