Há testemunhas do seqüestro de Celso Daniel

O deputado federal Luiz Eduardo Greenhalgh (PT-SP), designado pelo partido para acompanhar as investigações do assassinato do prefeito de Santo André, Celso Daniel, disse na tarde de hoje que o seqüestro do prefeito na sexta-feira à noite, em São Paulo, teve testemunhas que já foram contatadas pela polícia.Segundo ele, a delegacia seccional de Taboão da Serra, na região de Juquitiba, onde o corpo de Daniel foi encontrado no domingo, também já recolheu depoimentos de testemunhas que disseram ter ouvido os tiros que mataram o prefeito.Greenhalgh afirmou que o PT está em situação "de luto e luta" e que o partido vai acompanhar as investigações sobre o caso até o final. "Não vamos permitir que aconteça com o caso de Daniel o mesmo que aconteceu com o de Toninho (o prefeito de Campinas, Antônio da Costa Santos, morto em setembro). Lá, a polícia fez uma verdadeira lambança", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.