Hackers atacaram pelo menos 200 sites oficiais

BRASÍLIA

Eduardo Bresciani, O Estado de S.Paulo

29 de junho de 2011 | 00h00

O diretor-presidente do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), Marcos Mazoni, afirmou ontem que a onda de ataques de hackers contra sites do governo federal continua. Ele garantiu, porém, que não houve invasão ao banco de dados de sites administrados pelo Serpro.

Segundo Mazoni, os ataques, que começaram há uma semana, tiveram como alvos os sites da Presidência da República e da Receita Federal. "Desde então, os ataques não pararam até o presente momento", disse. Ao todo, mais de 200 sites foram atacados, incluindo sites de executivos municipais.

Apesar do estado de atenção, Mazoni garantiu que em nenhum dos sites hospedados pelo Serpro houve invasão ao banco de dados e que as informações divulgadas por algumas redes sociais são públicas e estão disponíveis na internet.

Mazoni afirmou ainda que o Serpro já estava trabalhando em um modelo mais avançado de segurança que permitirá identificar os autores deste tipo de ataques no futuro. E destacou que a ação tem provocado prejuízos aos cofres públicos e, por isso, deve ser entendida como criminosa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.