Hélice de ar-condicionado cai sobre táxi em Pinheiros

O desprendimento da pá da hélice do ar-condicionado central de um prédio comercial de 14 andares na Rua Cunha Gago, 700, em Pinheiros, zona oeste da capital, assustou os funcionários na manhã desta terça-feira, 12.Às 10 horas, a peça de cerca de 40 centímetros caiu da torre de ar-condicionado sobre um táxi que estava estacionado em frente ao edifício. O carro ficou amassado e o vidro traseiro, quebrado. Ninguém se feriu.Funcionários sentiram um tremor de 15 segundos no prédio pouco depois da queda da pá. "As persianas da janela e as coisas em cima da mesa balançaram. Foi um susto!", disse a funcionária de um dos escritórios, que preferiu não se identificar. O síndico do condomínio, administrado pela Aguiar Edificações, Carlos Eduardo Ferraz, negou a ocorrência do tremor. "O pessoal não tem o que fazer e inventa história". Ferraz estava no prédio desde as 7 horas e diz não ter sentido qualquer anormalidade. "Soltou o parafuso que prendia a pá. Problemas acontecem."Depois do incidente, o ar-condicionado central deixou de refrigerar o prédio, funcionando apenas para ventilação. Por volta das 17 horas um técnico chegou ao local para fazer o concerto do equipamento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.