Helicóptero cai com 5 militares; piloto morre

A queda do helicóptero militar do 4º Batalhão de Aviação do Exército, ligado ao Comando Militar da Amazônia (CMA), entre os municípios de Tefé e Alvarães (AM), a 538 km de Manaus, causou a morte do piloto da aeronave, o capitão Marco Aurélio da Silva Martins, de 31 anos. Os outros quatro ocupantes do helicóptero não tiveram ferimentos graves. Segundo o setor de Comunicação Social do CMA, o piloto é natural do Rio de Janeiro, mas seus pais, que já foram comunicados sobre o acidente, residem em Curitiba (PR). Eles aguardam a liberação do corpo para definir o local do enterro. Os outros quatro tripulantes do helicóptero militar, modelo Pantera, foram resgatados e socorridos no Hospital Regional de Tefé. Nenhum deles teve ferimentos graves. O acidente ocorreu por volta do meio-dia de ontem. A aeronave se deslocava do município de Tabatinga, na fronteira com a Colômbia e o Peru, após cumprir missão no Vale do Javari, em apoio à Fundação Nacional de Saúde (Funasa), com destino a Tefé. Segundo o Comando Militar da Amazônia, chovia muito no momento do acidente. Equipes de resgate e de investigação de acidentes aéreos estão no local e já isolaram a área. Segundo informações preliminares, o helicóptero teria aterrissado na comunidade São Francisco, no município de Alvarães, para esperar por melhores condições de tempo. O helicóptero teria caído após tentar levantar vôo e seguir viagem.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.