Helicóptero parte de Noronha para recolher mais corpos

Super Puma deve trazer mais 13 corpos para arquipélago; outros 12 chegaram nesta manhã

Ângela Lacerda, O Estado de S.Paulo

11 de junho de 2009 | 10h40

O helicóptero Super Puma decolou às 10h08 desta quinta-feira, 11, de Fernando de Noronha, para recolher os 13 corpos de vítimas do Voo 447 armazenados na Fragata Bosísio. A embarcação está a 40 km do arquipélago, ponto onde os corpos serão transferidos para o aparelho da Força Aérea Brasileira.

 

Veja também:

lista Todas as notícias sobre o Voo 447

videoSubmarino francês no resgate à caixa-preta

video Vídeo: Operação de resgate

especialEspecial: Os desaparecidos do voo 447

especial Especial: Passo a passo do voo 447

mais imagens Galeria de fotos: buscas do Voo 447

mais imagens Galeria de fotos: homenagem às vítimas

blog Blog: histórias de quem quase embarcou

especialCronologia das tragédias da aviação brasileira

especialCronologia dos piores acidentes aéreos do mundo

 

Mais cedo, a primeira viagem para o traslado de 12 corpos durou quase duas horas. Em Noronha, eles passarão por um processo de pré-identificação. Finalizada essa fase, serão enviados para o Instituto Médico-Legal (IML) de Recife.

 

Os primeiros 16 corpos de vítimas chegaram no início da noite de quarta-feira a Recife. O trabalho inicial de perícia feito em Fernando de Noronha demorou além do previsto, segundo o comando militar. Esperava-se uma média de duas horas para análise de cada corpo e estão sendo necessárias três horas.

 

O comando militar brasileiro estipulou pela primeira vez um prazo para as buscas das vítimas do voo 447 da Airbus. Caso se mantenham as correntes marítimas e condições atuais de busca, os trabalhos devem seguir até o dia 19. Mas os militares ressaltam que, a cada dia, fica mais difícil a localização de corpos: até agora, 41 foram resgatados e as condições climáticas ontem não favoreceram os trabalhos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.