Helicóptero que caiu prestava serviço à Eletropaulo

O helicóptero do modelo Jet Ranger que caiu por volta das 13h45 na Lapa, na zona oeste de São Paulo, pertence à empresa Planavel Brasil, uma prestadora de serviços da Eletropaulo para o monitoramento de rede elétrica, segundo a Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP). Os três ocupantes morreram carbonizados. A Eletropaulo ainda não revelou o nome das vítimas, que faziam uma filmagem da rede de alta tensão. A cauda da aeronave, que havia ficado pendurada por um fio da rede elétrica, já foi removida pelo Corpo de Bombeiros.Segundo testemunhas, a aeronave sobrevoava muito baixo, tentou pousar em uma quadra de esportes, mas não conseguiu, porque havia muitas crianças no local. Depois de atingir um fio de alta tensão, o helicóptero caiu e explodiu na Rua do Curtume.O barulho do acidente chamou a atenção dos funcionários da empresa DGT Logística, ao lado do local da queda. O responsável pela manutenção do prédio da empresa, César Augusto Ortiz Teixeira, foi um dos primeiros a chegar no local. "Ouvi o estrondo e, quando saí, vi o helicóptero pegando fogo", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.