Hélio Costa confirma licença do cargo para trabalhar na campanha de Lula

O ministro das Comunicações, Hélio Costa, disse nesta quarta-feira que vai pedir ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva o afastamento do cargo para ajudar na campanha pela reeleição nas cidades de Minas Gerais. Ele informou que o ministro do Desenvolvimento Social, Patrus Ananias, e do Turismo, Walfrido Mares Guia, também trabalharão na campanha em Minas. Segundo Costa, Patrus pedirá licença, e Walfrido entrará em férias."Temos o cuidado de separar nossas atividades de campanha da função de ministro", afirmou Costa em sua residência após almoço com ministros.Respondendo uma pergunta sobre se era legítima a participação de ministros na campanha, mesmo fora temporariamente do cargo, ele disse: "A coordenação da campanha não conta com ministros, mas com amigos. Se eu sair do Ministério, ficará um ministro na pasta e o Hélio Costa será apenas um senador e amigo do presidente Lula. Espero que ele autorize."Na reta final do primeiro turno, o candidato Geraldo Alckmin, contando com o apoio do governador reeleito de Minas Gerais, Aécio Neves, cresceu nas pesquisas entre o eleitorado mineiro, o que foi confirmado nas urnas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.