Heloísa critica meta de superávit primário e defende queda dos juros

A candidata do PSOL à Presidência da República, senadora Heloísa Helena, afirmou que, caso seja eleita, não vai dar calote na economia brasileira. Contudo, ela criticou as metas de superávit primário do atual governo."O superávit primário significa mais de R$ 90 bilhões de dinheiro que está sendo esterilizado, que não faz nada", disse. Heloísa Helena defendeu uma "responsabilidade fiscal", e prometeu um ajuste fiscal que envolva a diminuição das taxas de juros.Ela atacou a administração do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, argumentando que ele não fez a reforma tributária "por falta de coragem". A senadora afirmou que não vai refazer a medida que estabelece que desvinculação de receitas da União (DRU), e criticou a distribuição de verbas para educação e segurança no País. Ela sustentou que não há mágica para montar o Orçamento brasileiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.