Heloísa diz que se for eleita reabrirá caso Celso Daniel

A candidata do PSOL à presidência da República, senadora Heloísa Helena (AL), afirmou, em sabatina realizada no Grupo Estado, que "coisas mais tristes e tenebrosas" ainda podem aparecer sobre o caso Celso Daniel (prefeito assassinado de Santo André). E disse que "com certeza" determinaria uma investigação extraordinária sobre o caso, se vier a ser eleita.Além do caso Celso Daniel, informou que mandaria investigar também todos os casos que ainda estão sem solução no País. "Eu tenho obrigação, como administradora pública, de abrir procedimentos investigatórios (também) em relação ao governo Fernando Henrique, que eu passei quatro anos denunciando, ou tenho que publicamente dizer ´eu errei´ ou mostrar ao povo brasileiro o que eu acho que aconteceu de indícios relevantes de crimes contra a administração pública. E em relação ao governo Lula, a mesma coisa."Lula sabiaAinda nas críticas ao presidente Lula, ela destacou que ele "é o típico mel na boca e bílis no coração, sorri pela frente e esfaqueia pelas costas". E disse que seria impossível Delúbio (Delúbio Soares, ex-tesoureiro do PT), José Dirceu (ex-deputado do PT e ex-ministro da Casa Civil) e Silvinho (Silvio Pereira, ex-secretário geral do PT) fazerem alguma coisa sem o comando do presidente Lula. "E eu estou dizendo isso por respeito à inteligência dele (Lula), porque se eu tivesse do presidente Lula uma visão elitista e preconceituosa, eu diria que ele nada sabia (sobre os escândalos de seu governo)."Na avaliação da senadora, como Lula é um homem "brilhante para muitas coisas" e "inconseqüente para outras", seria "impossível se armar um esquema (...) com tantas ramificações, sem estar sob o comando direto dele".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.