Heloísa faz carreata e critica PT em Maceió

A senadora Heloísa Helena voltou a condenar as iniciativas do PT para tentar impedir a divulgação de fotos do dinheiro que seria usado para pagamento do suposto dossiê contra o PSDB. "Se o dinheiro existe, em espécie, real ou dólar, o povo brasileiro tem o direito de saber", afirmou, neste sábado, 30, a candidata do PSOL à Presidência da República. "O povo deve saber de tudo, de todos os detalhes dessa operação fraudulenta."No final da manhã, sob sol forte e à frente de uma fila de cerca de 40 veículos, Heloísa participou de uma carreata por bairros da capital alagoana. Disposta e mostrando bom humor, disse que encerrava a campanha com a consciência tranqüila: "Combati o bom combate. Fiz toda a campanha sem vender minhas convicções, meus sonhos, meu ideal, e sem me deixar lambuzar no banquete farto do poder."Ela também comentou os ataques que fez ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, seu principal alvo durante a campanha: "Espero ter ajudado o povo brasileiro a compreender a farsa neoliberal, o parasitismo político, as organizações criminosas que se fingem de organizações partidárias e são capazes de caluniar, matar, roubar e liquidar quem passa pela frente ameaçando seu projeto de poder."Embora situada em terceiro lugar nas pesquisas eleitorais, bem atrás dos outros dois candidatos, do PT e do PSDB, a senadora disse que ainda mantém esperanças de disputar o segundo turno. Se perder, deve deixar sua cadeira no Senado.De acordo com as pesquisas eleitorais, ela deverá ser substituída pelo ex-presidente Fernando Collor de Mello, do PRT. Ontem, ao comentar a possibilidade de deixar o cargo para seu arquiinimigo político, a senadora disse: "Se isso acontecer, acho que é um retrato do banditismo de Lula. Muitas pessoas do Estado estão dizendo que vão votar nele (Collor) porque a roubalheira de Lula foi muito maior e não aconteceu nada com ele."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.