Heloísa Helena calcula que vai passar Alckmin

Pelas contas da candidata à presidência Heloísa Helena (PSOL) se cada um de seus eleitores conquistarem outros dois, ela supera o candidato Geraldo Alckmin (PSDB) e vai ao segundo turno contra Luis Inácio Lula da Silva. Na última pesquisa do Ibope ela apresentou 9% das intenções de voto contra 27% do tucano. Ela usou esta matemática para pedir votos em Rio Branco durante uma combinação de palestra com comício realizada na tarde deste sábado no salão de bailes da Associação Atlética Banco do Brasil. Em uma hora de discurso, Heloísa Helena defendeu a criação de uma empresa com o porte da Petrobrás para explorar a Amazônia. "Com a aproximação do fim do ciclo do petróleo, vamos iniciar o ciclo da biodiversidade", argumentou.A candidata lembrou, porém, que para consolidar quaisquer projetos no Brasil é preciso modificar a política econômica reduzindo a taxa de juros e a carga tributária. Esta foi a senha para iniciar seus ataques ao governo. Disse que o governo paga uma "bolsa banqueiro" de R$ 180 bilhões por ano de juros aos bancos e que os ministros da área econômica "fazem cara de conteúdo" para defender os juros altos na televisão.Até o chefão do PCC, Marcos Camacho, o Marcola, foi argumento de seu discurso. Segundo ela, dinheiro tirado das políticas sociais para o superávit leva as crianças pobres para o mundo do crime. "Marcola perdeu a mãe aos oito anos e o pai logo em seguida e passou a bater carteiras até ir parar na Febem", contou.Depois dos eventos em Rio Branco, a agenda de Heloísa Helena prevê campanha em Cuiabá (MT) neste domingo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.