Heloísa Helena critica escândalos de corrupção no governo Lula

A candidata do PSOL à Presidência da República, senadora Heloísa Helena, acusou nesta sexta-feira, 25, a compra de partidos no governo Luiz Inácio Lula da Silva, de ser a "expressão de tudo que condenamos no passado". "O governo Lula foi incapaz de abrir um único procedimento investigatório", criticou a senadora, ao ser questionada sobre os escândalos que atingiram o Partido dos Trabalhadores, durante sabatina promovida pelo Grupo Estado.Heloísa Helena afirmou ter ficado "espantada" com a corrupção no interior do Partido dos Trabalhadores. "Nunca poderia ter passado pela minha cabeça essas histórias de mensalão, sanguessugas, propina", disse a senadora, criticando a moral do PT.Ela ainda rebateu a possibilidade de ter havido corrupção durante o período em que foi vice-prefeita de Maceió, em Alagoas. A senadora disse que os "crimes contra a administração pública" repercutiram mais na sociedade do que a "guinada ideológica" do partido. "(O PT) patrocinou crimes contra a administração pública de uma forma tão voraz que levou a um descrédito (do partido).Ela afirmou que foi uma "experiência dolorosa" ver esta guinada ideológica do PT, e classificou de "humilhação" ver o presidente Lula "tratar de ´companheiros´ todos aqueles que tentaram nos destruir ao longo de nossa história". "Eu sou uma simbologia do que fizeram conosco", disse a senadora, referindo-se ao episódio de sua expulsão do partido em 2003.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.