Heloísa Helena enfrenta maratona em dia de campanha

A candidata do PSOL à Presidência da República, Heloísa Helena, começou sua campanha nesta quinta-feira, 03, às 6h30, no Acampamento Grajaú, em Goiânia. Para chegar lá nessa hora ela acordou às 3h30 da madrugada. Às 4 horas, pegou a BR-060 e, de carro, percorreu os 200 quilômetros de Brasília até a capital goiana.Às 9 horas Heloísa retornou a Brasília, desta vez de avião. Conseguiu chegar à Superintendência da Polícia Federal às 9h40, a tempo de alcançar o início do interrogatório do empresário Luiz Antonio Vedoin à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Sanguessugas. Sem almoçar, viajou para São Paulo no final da tarde, para uma entrevista ao Jornal do SBT.Ao chegar ao acampamento Grajaú, Heloísa foi recebida por crianças que, devidamente instruídas por correligionários do PSOL e do PSTU, fizeram pequenas oferendas de plástico e de papelão para representar moradias.Heloísa fez promessas aos moradores. "Na Presidência, vou fazer um plano que terá por ambição resolver o déficit de 7 milhões de moradias no País", afirmou.Para tanto, Heloísa avalia que o governo terá de investir entre R$ 80 e 90 bilhões. Mas assegurou que conseguirá arrumar esse dinheiro que, nas suas contas, corresponde a duas vezes o que é gasto no Bolsa-Família e a 15% dos juros bancários pagos anualmente.Depois de andar por uma hora e meia de casa em casa, Heloísa reafirmou que em seu governo jamais submeterá o Orçamento da União ao interesse dos bancos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.