Heloísa teme ´acordão´ entre PT e PSDB no caso sanguessugas

A senadora Heloísa Helena (AL), candidata do PSOL à Presidência da República, disse nesta quinta-feira que receia que a disputa eleitoral contamine as investigações no Congresso Nacional sobre a chamada Máfia dos Sanguessugas e leve a um "acordão" entre PT e PSDB. "O risco maior à CPI não é nem da utilização política, é de haver umatentativa de polarização de denúncias para nada apurar e a todosacobertar", afirmou a candidata, durante caminhada pelo centro de Belo Horizonte."O que nós esperamos é que a generalização das acusações não leve a um grande acordão para abafar a podridão dos dois lados. A nossa preocupação não é o que um lado divulga sobre o outro, porque se podridão existe, a opinião pública precisa saber", completou.As declarações da presidenciável do PSOL foram feitas um dia após o contra-ataque do governo que divulgou levantamento da Advocacia Geral da União no qual revela que 681 compras faturadas para a Planam, dois terços do total, ocorreram no governo Fernando Henrique e apenas 210 no governo Lula.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.