AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Homem admite ter derrubado paredes em prédio que caiu

Pedreiro diz que pilares foram mantidos de pé, mas que não teve orientação de engenheiro depois do início das obras, há 4 semanas

Bruno Boghossian , Estadão.com.br

27 de janeiro de 2012 | 10h58

Um ajudante de obras que trabalhava no 9º andar do Edifício Liberdade, que desabou na noite de quarta-feira no centro do Rio, confirmou ter derrubado quatro paredes de um ambiente nas últimas semanas. Engenheiros afirmam que danos estruturais podem ter causado o desmoronamento.

 

O pedreiro Alexandro da Silva Fonseca disse que os pilares e as estruturas de concreto do andar foram mantidos de pé, mas afirmou que paredes de tijolos foram retiradas para a realocação de um banheiro. Ele relatou que não teve contato com nenhum engenheiro responsável pela obra desde que os trabalhos começaram, há cerca de duas semanas. Ele vai prestar depoimento à Polícia Civil nesta sexta-feira.

 

Segundo a Secretaria de Assistência Social do município, já foram encontrados sete corpos nos escombros dos três prédios que desabaram no centro do Rio. Ainda há 20 desaparecidos.

Tudo o que sabemos sobre:
desabamento, RJ

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.