Homem ataca 12 da família a golpes de machado

Quatro morreram, incluindo duas crianças, e quatro estão internados

Clarissa Thome, RIO, O Estadao de S.Paulo

04 de setembro de 2009 | 00h00

Um homem atacou 12 pessoas da família a golpes de machado, na madrugada de ontem, em Pedra de Guaratiba, zona oeste do Rio. Quatro das vítimas morreram, incluindo duas crianças de 6 e 8 anos, e outras quatro ficaram feridas. A chacina foi cometida pelo desempregado Márcio Luís Almeida dos Santos, de 24 anos, genro do dono da casa, que está entre os mortos. Santos está foragido.

Vizinhos contaram que foram acordados pelos gritos de socorro da mulher do desempregado, Denise, que conseguiu escapar com três crianças, com idades entre 20 dias e 2 anos. Ao chegarem à casa, na Rua Domingos Correia de Moraes, encontraram sangue espalhado por todos os cômodos.

Joel Veloso, de 50 anos, sogro da vítima; a mulher dele, Etelvina Coelho da Conceição; e os filhos do casal de 6 e 8 anos foram mortos dormindo. O menino de 6 anos chegou a ser degolado. Ao perceberem que o desempregado estava fugindo, os vizinhos correram atrás dele com paus e pedras, mas Santos conseguiu escapar de bicicleta.

Outros três filhos de Etelvina foram atingidos com golpes na cabeça. Rahel, de 15 anos e Rafael, de 17, estão internados no Hospital Estadual Rocha Faria. Rahel está em estado grave. Eliane, de 26 anos, foi transferida em estado gravíssimo para o Hospital Getúlio Vargas. Jader Gomes Neto, de 23 anos, que também estava na casa, está internado em estado grave no Hospital Estadual Pedro II.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.