POLICIA MILITAR-MG
POLICIA MILITAR-MG

Homem ataca ex e atira em fiéis de igreja em Paracatu (MG); 4 morrem

Atirador esfaqueou ex-namorada em casa e invadiu Igreja Batista Shalom, onde ocorria reunião na cidade de Paracatu

Júlia Marques e Marco Antônio Carvalho, O Estado de S.Paulo

21 de maio de 2019 | 23h17
Atualizado 22 de maio de 2019 | 18h33

Um homem matou a ex-namorada e outras três pessoas dentro da Igreja Batista Shalom em Paracatu, no interior de Minas Gerais, na noite desta terça-feira, 21. Segundo o Corpo de Bombeiros, o agressor atacou a ex- companheira a facadas dentro de casa e, logo depois, foi até a igreja, onde atirou contra outras três pessoas. O pastor também acabou ferido. 

Segundo a Polícia Militar, Rudson Aragão Guimarães, de 39 anos, que é ex-militar das Forças Armadas, atingiu com uma faca a ex-namorada, que estava na casa da mãe dele. Na residência também estava uma irmã e a mãe do agressor. De lá, partiu para a igreja batista da cidade, onde ocorria uma reunião particular. Na igreja, ele atingiu um idoso com um tiro na cabeça e depois uma mulher. 

Ao escutar os disparos, dois policiais militares que faziam a ronda na região entraram no templo. O agressor, então, fez uma terceira pessoa de refém e a matou. Nesse momento, a PM atirou contra o homem com um fuzil - o disparo o acertou na clavícula. Ao tentar fugir do tiroteio, o pastor que participava da reunião acabou ferido no pé. 

De acordo com a Polícia Militar, o agressor usava uma garrucha de calibre .36, que só tem capacidade para dar um tiro de cada vez. Ele tinha ainda mais seis munições não usadas.

“Se a polícia não chegasse rápido, a situação seria muito pior, pois ele ainda tinha seis munições intactas”, disse o major Flávio Santiago, porta-voz da Polícia Militar de Minas. As causas do ataque serão investigadas. Vídeos de moradores publicados ontem nas redes sociais mostravam a aglomeração nas proximidades da igreja e perto do hospital para onde foi levado o criminoso.

A ex-namorada foi levada com parada cardiorrespiratória ao hospital municipal e morreu em seguida. As outras vítimas também não resistiram aos ferimentos. As vítimas são a ex-namorada do atirador, Heloísa Vieira Andrade, as fiéis que estavam na igreja Rosângela Albernaz e Marilene Martins Melo; e Antônio Rama, pai do pastor.

Segundo o último boletim médico, Guimarães está internado no Hospital Municipal de Paracatu (HMP), com quadro clínico estável, mas sem previsão de alta da unidade. O pastor Evandro Rama está internado na enfermaria cirúrgica do HMP com quadro clínico estável. Em nota, a prefeitura municipal de Paracatu lamentou as mortes e decretou luto oficial de três dias.

Perfil

Guimarães prestou serviço militar obrigatório como soldado na Aeronáutica. "Desde 2003, Rudson Aragão Guimarães não pertence mais ao efetivo do Comando da Aeronáutica", informou o órgão. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.