Hans/Pixabay
Hans/Pixabay

Homem de 21 anos é preso por tentar estuprar idosa de 83 em MG

Segundo a polícia, homem agrediu a vítima e sua filha após elas fugirem e as ameaçou de morte em Patos de Minas

Felipe Cordeiro, O Estado de S.Paulo

21 Maio 2018 | 18h43

SÃO PAULO - Um homem de 21 anos foi preso por tentar estuprar uma idosa de 83 dentro da casa dela em Patos de Minas, no Alto Paranaíba, em Minas Gerais, na sexta-feira, 19. O jovem também teria agredido a vítima e sua filha, de 60.

+++ Circular pela cidade é desafio extra para mulher

Segundo a Polícia Militar, a idosa foi surpreendida pelo homem, que a pegou pelos braços e a levou para o quarto. Ele a arremessou na cama, levantou o seu vestido e tocou em suas partes íntimas.

+++ 'Sou quem mais quer falar', diz ex-técnico de ginástica acusado de abuso sexual

Uma testemunha viu o homem entrando na casa da idosa, no bairro Alagoas, e avisou à filha. A mulher foi até a residência e encontrou a mãe deitada na cama, pedindo ajuda, e o suspeito nu, ao lado. A filha empurrou o homem, puxou a mãe e fugiu.

+++ Terceira adolescente indiana é estuprada e queimada em uma semana

As duas se dirigiam à casa dos pais do suspeito, na mesma rua, para denunciar o caso, mas ele conseguiu alcançá-las, ameaçou-as de morte e deu um tapa no rosto da filha. Na sequência, usou um capacete para agredir as duas. A mãe foi empurrada e caiu no chão.

As mulheres gritaram por socorro e conseguiram chegar à residência dos pais do homem. O irmão e o pai o contiveram. No entanto, ele fugiu, pegou um machadinho e disse que iria matar as duas. A família o impediu de ir novamente à casa da idosa.

As viaturas da Polícia Militar chegaram e prenderam o suspeito em flagrante. Ele foi levado à Delegacia de Plantão de Patos de Minas, onde continua detido. Mãe e filha foram encaminhadas ao Hospital Regional Antônio Dias, na região central da cidade, com ferimentos leves.

De acordo com a polícia, esta não foi a primeira vez que o homem tentou estuprar a idosa. Em janeiro, ela afirmou que ele tentou invadir sua residência. Os parentes delas, porém, não acreditaram em seu relato.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.