Homem é condenado por assassinar ex-esposa a cadeiradas no MT

Ele terá que cumprir 23 anos de prisão; motivo do crime teria sido recusa da vítima em reatar casamento

Priscila Trindade, Central de Notícias

27 Abril 2011 | 11h38

SÃO PAULO - Um homem foi condenado a 23 anos de prisão por assassinar a ex-esposa com pancadas na cabeça provocadas por uma cadeira, em Mato Grosso. O júri foi realizado nesta segunda-feira, 25.

 

De acordo com o promotor de Justiça João Augusto Veras Gadelha, do Ministério Público Estadual (MPE), o réu foi condenado por homicídio qualificado praticado por motivo torpe e com utilização de recurso que tornou impossível a defesa da vítima.

 

O crime ocorreu no dia 12 de fevereiro de 2010, no bairro Novo Paraíso, em Cuiabá. Na ocasião, o homem foi até a casa dos pais da vítima para tentar reatar o relacionamento. Inconformado com a negativa da ex-esposa, o acusado pegou uma cadeira e bateu na cabeça da vítima. A mulher teve traumatismo crânio encefálico.

 

O relacionamento do casal, conforme o MPE, sempre foi tumultuado devido às agressões físicas e psicológicas que a vítima sofreu durante os cincos anos em que permaneceu casada.

Mais conteúdo sobre:
mt assassinato condenado

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.