Homem é condenado por espancar filha até a morte em MT

Mãe da menina de 1 ano, também acusada pela morte, vai ser julgada em nova audiência ainda sem data marcada

Nelson Francisco, de O Estado de S.Paulo,

15 de abril de 2008 | 16h58

A Justiça de Mato Grosso condenou o pedreiro Soaiq Souza Costa, de 22 anos, a sete anos de prisão de prisão por lesão corporal seguida de morte da filha V.N.C, 1 ano e oito meses. O crime ocorreu em outubro de 2006.   A mãe da menor, Margarida Rodrigues do Nascimento, de 26 anos, também está sendo acusada pelo Ministério Público de co-autoria no crime. A sentença foi anunciada na segunda-feira, 14, pela juíza Glenda Moreira Borges.   Na denúncia oferecida à Justiça, o Ministério Público sustenta que o casal espancou a criança até a morte. Laudo anexado ao processo aponta que a criança teve a cabeça quebrada e era espancada com freqüência, afirmaram testemunhas. Os pais, por sua vez, alegaram que a filha caiu da cama.   Em nova audiência ainda sem data marcada, a mãe da criança será julgada. Como não indicou nenhum advogado, a juíza Glenda Borges desmembrou o processo em que a mãe, que aguarda o julgamento em liberdade, seja julgada. "Fiz um apelo para encontrar um advogado para ela. Todo mundo tem direito à defesa. Por isso já acionei a Defensoria Pública para indicar alguém", disse a juíza.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.