Homem é condenado por matar adolescente em Minas Gerais

Jovem foi assassinado a facadas em 2004; segundo Ministério Público, crime foi feito por meio de ritual satânico

Central de Notícias,

25 de setembro de 2009 | 18h15

O professor de artes marciais Alberino José dos Santos foi condenado nesta sexta-feira, 25, em Belo Horizonte, a 17 anos de prisão por homicídio triplamente qualificado contra um menor de idade. O crime ocorreu em outubro de 2004. O acusado está preso na Penitenciária José Maria Alkimim, em Ribeirão das Neves, na região metropolitana da capital mineira.

 

A denúncia do Ministério Público aponta que um adolescente ligou para a vítima pedindo que ele fosse para a academia de Kung Fu de Santos, em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte. Ao chegar ao local, a vítima foi dominada por dois jovens e pelo professor e foi obrigada a ingerir bebida alcoólica. Em seguida, ele foi assassinado a facadas. O corpo foi encontrado às margens da BR-381, próximo à ponte do Rio Paraopeba, em São Joaquim de Bicas.

 

O Ministério Público acusou Santos pelo homicídio triplamente qualificado por ele ter praticado o delito por meio da realização de rituais satânicos, por ter tentado ocultar o assassinato e devido a dificuldade de defesa da vítima, que tinha 15 anos na época do crime.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.