Homem é encontrado mutilado em Campinas

O administrador José Carlos Bento, 42 anos, foi encontrado morto no sábado com os pés e as mãos arrancadas, em um trecho da estrada de ferro que passa pelo Jardim Santa Odila, em Campinas. A polícia trabalha com a hipótese de latrocínio e não sabe ainda se os supostos assaltantes mutilaram o rapaz ou se os pés e mãos foram arrancados por uma locomotiva. Bento será enterrado às 8 horas desta segunda no cemitério Parque das Flores, no Jardim Satélite Íris. Segundo informou o irmão da vítima, Valdecir Donato Bento, dois vizinhos viram quando Bento foi rendido por três homens. Ele chegava do trabalho à casa, no Jardim Novo Campos Elíseos, na sexta-feira, quando os três suspeitos o abordaram e fugiram no carro da vítima, um Corsa, que foi seguido por um Gol prata. "Não sabemos se era um assalto ou se os homens sabiam quem eles estavam levando", afirmou Donato Bento. O irmão da vítima informou que a família não tem informações sobre possíveis inimigos do administrador. "Ele era uma pessoa tranqüila", afirmou o irmão. Bento era casado, tinha dois filhos, era evangélico e trabalhava em um depósito de gás. Segundo informações da família, Bento teria sido asfixiado com o próprio cinto. A polícia não havia localizado documentos e carro da vítima até esta manhã.

Agencia Estado,

04 Fevereiro 2007 | 18h26

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.