Homem é morto a tiros dentro de Hospital em Belo Horizonte

Um homem foi morto a tiros na madrugada desta segunda-feira, 29, dentro do Hospital Regional de Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte. Conforme testemunhas, Giovani Moreira, 25 anos, foi assassinado quando aguardava atendimento médico. Familiares da vítima disseram que Giovani sofreu uma queda da moto que guiava na noite de domingo, na BR-381, em Betim. Ele foi levado inconsciente e deu entrada no Hospital Regional Professor Osvaldo Franco às 19h42. De acordo com o prontuário médico, Giovani estava alcoolizado, mas não sofreu lesões graves. Ele ficou em observação no pronto-socorro do hospital e seria liberado ontem pela manhã. Quando já havia retomado a consciência, de acordo com testemunhas e com o relato da Polícia Militar, dois homens armados invadiram o setor de observação, por volta das 2h30. Um deles disparou cinco tiros contra a vítima. Quatro atingiram Giovani, que morreu no localOs dois homens fugiram em uma moto. A PM informou que até o final da tarde de ontem nenhum suspeito havia sido preso. Segundo a Polícia Civil de Betim, Giovani cumpria liberdade condicional por roubo de carros.Segurança armadaA Secretaria Municipal de Saúde divulgou nota na qual afirma que abrirá processo de licitação para a contratação de empresa especializada em segurança armada. A segurança do hospital é feita por cinco vigias a cada turno. Dois guardas municipais realizam rondas no entorno da instituição. A nenhum deles, porém, é permitido o uso de armas. A Secretaria alega que já recorreu à PM e à Polícia Civil, mas a justificativa é que falta efetivo para cobrir o local. A nota diz também que será aberta uma sindicância para "investigar as circunstâncias em que se deu a entrada do atirador nas dependências do hospital, além de apurar as responsabilidades dos funcionários escalados para fazer a segurança do local".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.