Wilton Júnior/Estadão
Wilton Júnior/Estadão

Homem é preso após pichar estátua em frente ao Museu Nacional 

Ele começou a escrever com tinta branca a palavra 'Deus' na base da estátua de Dom Pedro II

Fábio Grellet, O Estado de S.Paulo

11 Setembro 2018 | 11h22

RIO - Um rapaz de 22 anos foi preso após saltar uma grade de isolamento e começar a escrever com tinta branca a palavra "Deus" na base da estátua de Dom Pedro II que fica em frente ao Museu Nacional, na Quinta da Boa Vista, em São Cristóvão, na zona norte do Rio, por volta das 8h desta terça-feira, 11.

Alysson Marques Dutra foi detido por guardas municipais que vigiam o entorno do museu, destruído por um incêndio no último dia 2. Ele conseguiu escrever as duas primeiras letras, "DE". A base terá de ser submetida a um procedimento de limpeza específico para tintas. 

Dutra estava com uma mochila onde havia uma Bíblia, um livro sobre religiões e um cartaz onde estava escrito a mão "Vamos pintar um novo Brasil?" Bastante agitado e desorientado, ele foi levado à 17ª DP (São Cristóvão), onde a ocorrência foi registrada.

Tapumes. Na manhã desta terça-feira, operários começaram a fazer buracos no chão para instalar tapumes ao redor do prédio do Museu Nacional, um dos primeiros passos para o início do trabalho de pesquisa dos escombros por técnicos da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Além de ser cercado por tapumes, o prédio vai receber uma cobertura provisória, para evitar que a chuva e o sol danifiquem as peças que porventura tenham resistido ao incêndio do dia 2. Depois disso vai começar o trabalho de pesquisa dos escombros.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.