Beto Ribeiro/Divulgação
Beto Ribeiro/Divulgação

Homem é preso com três macacos e 136 aves silvestres em ônibus no interior paulista

Animais estavam escondidos em gaiolas e engradados de madeira apertados

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

28 de julho de 2019 | 22h09

SOROCABA – A Polícia Rodoviária Estadual apreendeu três macacos-pregos e 136 pássaros da fauna silvestre brasileira que eram transportados clandestinamente em um ônibus procedente do Maranhão, neste domingo, 28, na rodovia Anhanguera (SP-330), em Santa Rita do Passa Quatro, interior de São Paulo.

Animais e aves estavam acondicionados em gaiolas e engradados de madeira apertados, em situação de maus tratos, segundo a polícia. Um homem de 63 que fazia o transporte foi preso, suspeito de tráfico de animais silvestres. Ele pretendia comercializar os animais na capital paulista.

O ônibus, que levava 45 pessoas, foi parado em uma base da Polícia Rodoviária, durante uma blitz contra o transporte clandestino de passageiros. Além dos três macacos-pregos, foram aprendidos 126 curiós e 10 graúnas. A polícia apurou que o homem já era procurado pela Justiça pelo mesmo crime ambiental. Ele foi levado para a delegacia da Polícia Civil em Porto Ferreira, onde seria ouvido e liberado. A Polícia Ambiental de São Carlos foi acionada e fez a apreensão dos primatas e das aves. O destino dos animais seria decidido depois que passassem por exames por um veterinário.

No Estado de São Paulo, o curió tornou-se uma ave rara devido à intensa captura para servir como ave de canto e de gaiola. Espécie cantora, os curiós são treinados para participar de competições e se tornam aves valiosas no mercado clandestino. As graúnas, ou pássaros-pretos, são bastante caçadas pelo mesmo motivo. Já o macaco-prego, embora mais comuns que outras espécies de primatas, pode ter tido sua população consideravelmente reduzida no sudeste brasileiro devido aos surtos recentes de febre amarela, doença da qual estão entre as principais vítimas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.