Homem é preso sob acusação de matar o filho

A polícia prendeu nesta sexta-feira o ajudante de pedreiro Raimundo Matias Coelho, de 48 anos, que teria confessado o assassinato do filho, Gerson Souza Coelho, de 18, na última quarta-feira, na cidade-satélite do Paranoá, uma das mais pobres do Distrito Federal. Segundo a polícia, Raimundo fugiu após o crime e foi detido quando voltou para casa para buscar roupas e outros objetos pessoais. A polícia suspeita que ele pretendia fugir para outro Estado.De acordo com o delegado Bartolomeu Araújo, da Polícia Civil, Raimundo contou que tinha discussões freqüentes com o filho e que a relação entre eles tinha ficado insustentável. Ele teria tido aos policiais que o filho usava drogas. Na manhã de quarta-feira, depois de mais uma discussão, ele teria golpeado o rapaz no peito com um objeto cortante, que polícia ainda não sabe se era uma faca ou uma lima de aço. Com o golpe, Gerson teve morte instantânea, na frente da mãe.Na delegacia, Raimundo disse que não pretendia matar e se declarou arrependido. O casal tem ainda duas filhas. Raimundo teve decretada prisão temporária por 30 dias. O delegado disse que vai pedir a prisão preventiva para que o ajudante de pedreiro fique na cadeia até o julgamento. A polícia deve indiciá-lo por homicídio qualificado - matar por motivo fútil. A pena para esse tipo de crime vai de 12 a 30 anos de reclusão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.