Homem encontrado morto em estacionamento de hipermercado

Procurado pelos familiares e amigos desde a manhã de sexta-feira, José Adilson Batistussi foi encontrado morto, às 4 horas da madrugada deste sábado, em seu carro, no estacionamento do hipermercado Extra/Anhangüera, na Zona Oeste da capital. Apesar de as primeiras informações não confirmarem a existência de ferimentos de tiros ou de arma branca, a polícia não acredita que ele tenha sido vítima de mal súbito. Funcionários da segurança do supermercado acreditam que o veículo não passou o dia todo no estacionamento, o que teria chamado atenção. Como há câmeras que registram a entrada e saída dos automóveis, a fita será examinada pela polícia para verificar em que horário Batistussi entrou no estacionamento e se era ele mesmo quem estava dirigindo. Não foi afastada a hipótese de que ele tenha sido levado morto para o local, caso ele tenho sido vítima de seqüestro relâmpago. Familiares ouvidos por policiais da 2.ª Cia do 4.º BPMM, não vêem motivo para que Batistussi, que morava na Zona Norte, fosse àquele hipermercado tão longe de sua residência, o que reforça a hipótese de que o tenham levado para lá. O inquérito será instaurado no 91.º DP ? Vila Leopoldina/Ceasa. O corpo será encaminhado ao IML e, caso ao peritos da Polícia Científica constatem que ele tenha sido vítima de violência, as investigações ficarão a cargo da Equipe F/Sul do DHPP.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.