Homem encontrado morto em motel; polícia acredita em suicídio

Apesar de ter sido registrado boletim de ocorrência intitulado como "morte suspeita" - o mesmo que "morte a esclarecer" -, policiais do 40º Distrito Policial, de Vila Santa Maria, zona norte da capital paulista, acreditam que se trata de suicídio o ocorrido na quinta-feira, no quarto nº 20 do Motel Le Jardin, localizado junto à Ponte do Limão.Eram 16 horas quando um homem, de aproximadamente 45 anos, de prenome Cláudio, foi encontrado morto, sobre a cama, ferido por um tiro na região do peito. A arma, um revólver calibre 38, estava ao lado da cama e engatilhada, o que leva a polícia a trabalhar com a hipótese de que o cliente teria tentado atirar mais de uma vez contra si mesmo, mas desfaleceu antes.Policiais militares do 18º Batalhão receberam a informação de que Cláudio teria vindo da cidade do Rio de Janeiro e se hospedou em um hotel na Rua da Consolação. O suposto suicida, que se locomovia em uma cadeira de rodas, chegou ao motel às 22h45 de quarta-feira, em um táxi, acompanhado de uma garota de programa.A mulher, cujo nome não foi deixado na portaria, teria deixado o quarto do motel à 1 hora da madrugada de quinta-feira e avisou a recepção que o cliente dela iria continuar na suíte. Desconfiados, os funcionários ligaram para a suíte e a história foi confirmada por Cláudio, que alegou que iria pernoitar. Ninguém ouviu tiro nenhum tiro. Somente à tarde Cláudio foi encontrado, morto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.