Homem liberta 13 reféns em ônibus seqüestrado no Rio

Treze homens que eram mantidos reféns desde às 8 horas desta sexta-feira pelo camelô André Ribeiro no ônibus da linha 499 (Cabuçu-Central do Brasil) na Rodovia Presidente Dutra,na região de Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro, foram libertados por volta das 15h45. Equipes de resgate auxiliaram as pessoas que saíram pela janela do motorista. Cinco pessoas ainda são mantidas como reféns, inclusive Cristina, ex-mulher de Ribeiro, além do cobrador que estaria intermediando as negociações com a Polícia Militar. O camelô, que estaria transtornado por não se conformar com o fim de seu casamento, ocorrido há três meses, está armado com um revólver e ameaça matar Cristina. Familiares estão conversando com Ribeiro do lado de fora do ônibus para convencê-lo a se entregar e liberar o reféns. Os reféns libertados saíram pela janela porque a porta está travada, uma vez que a energia foi cortada pela polícia. Após a saída dos reféns, três carros do Batalhão de Operações Especias (Bope) da Polícia Militar, que participa das negociações - chegaram ao quilômetro 176 da Via Dutra, onde está o coletivo. Pela manhã, dezenove pessoas que também estavam no coletiva foram liberadas. De acordo com informações da TV Globo News, durante depoimentos, eles contaram que Ribeiro entrou no ônibus e foi ao encontro da ex-mulher. Ele a agrediu verbalmente e fisicamente, ameaçando matá-la e se suicidar em seguida.Matéria alterada às 17h56 para acréscimo de informações

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.