Homem mantém mulher refém desde ontem em Brasília

Desde as 18 horas de ontem, Assis Leite Maia Filho mantém em cárcere privado a dona de casa Maria Amélia Ribeiro, de 45 anos, em Gama, cidade satélite do Distrito Federal, localizada a cerca de 30 quilômetros de Brasília. Segundo informações da Rádio CBN, a polícia ainda não sabe se Filho mantém ou não uma arma de fogo, mas ele está mantendo a dona de casa sob ameaça de morte.Mais de 50 homens do Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar trabalham nas negociações do seqüestro. O motivo da ação seria o fim do namoro entre Filho e Renildes Ferreira da Silva, de 32 anos. De acordo com a Rádio CBN, Filho exige a presença de Renildes no local para que a refém possa ser libertada, mas a polícia tem receio do que ele possa fazer. O pai do seqüestrador passou mal por conta desta situação e, em entrevista à Rádio CBN, disse que o filho dele sofre de problemas de mentais. O rapaz teria saído recentemente da cadeia e está sob condicional, segundo o pai.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.